Nova maternal do Chácaras Marco entra em funcionamento

Sucesso News |

Começou a funcionar na segunda-feira (dia 17), a Maternal Professora Eliane Castanon Pereira, localizada na Rua Sumaré, no bairro Chácaras Marco. Com capacidade para abrigar cerca de 500 crianças, a unidade é uma das mais modernas do município e conta com piso térreo e mais um pavimento em terreno de 4.370 metros quadrados, sendo que a área construída é de 2.785 metros quadrados. No pavimento térreo a escola abriga administração, cozinha, refeitório, vivência, berçário, lactário e playground. Já o primeiro andar tem 12 salas de aula, brinquedoteca, sala de vídeo, sala de leitura e solário. As refeições são caprichadas e feitas com muito carinho pelas merendeiras que seguem à risca um rico cardápio orientado pelas nutricionistas. Ao longo de todo o dia, as crianças recebem pelo menos cinco refeições balanceadas. De acordo com a diretora Valkíria Salles, a nova escola já está despertando muitos elogios de pais e da comunidade. “É nítida a alegria dos pais ao deixarem as crianças aqui na nova escola. Muitos demonstram emoção e não escondem a realização de um sonho tão esperado”, comentou.

Fonte: Secom/Barueri

São Paulo criará Conselho de Usuários

Sucesso News |

Com o princípio de que o cidadão deve ser acolhido e receber as informações que necessita de forma correta e com qualidade, a Prefeitura de São Paulo vai criar, ainda este ano, um Conselho de Usuários. Formado por sete órgãos municipais: Controladoria Geral do Município (CGM), Secretaria de Governo Municipal (SGM), Secretaria Municipal de Justiça (SMJ), Secretaria Municipal de Gestão (SMG), Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (SMSUB), Secretaria Municipal de Inovação e Tecnologia (SMIT) e Secretaria Municipal da Fazenda (SMF), e sete representantes dos usuários de serviços públicos, o comitê vai avaliar a qualidade do atendimento prestado aos munícipes e organizá-los através de um ranking. Estes integrantes serão selecionados através de um processo criado pela Controladoria Geral do Município. O Conselho terá mandato de dois anos e começará a atuar em 2019. Para realizar este trabalho, a Controladoria Geral contará com a atuação da Ouvidoria Geral e da Coordenadoria de Defesa do Usuário do Serviço Público Municipal (CODUSP). A Ouvidoria irá formular diretrizes, monitorar atuação dos responsáveis pelas ações e produzir gráficos e formulários sobre o trabalho, entre outras atividades. Já a Codusp vai organizar políticas de defesa dos usuários, mediar conflitos entre eles e o serviço público e fiscalizar a execução das leis sobre a defesa do usuário, entre várias outras ações.

Fonte: Secom/São Paulo

 

Publicidade

Publicidade